Nova membra do Hall da Fama da Fiba, Janeth agradece: “O basquete transformou minha vida”

Janeth se juntou a 11 nomes no Hall da Fama (Foto: Divulgação/Janeth Arcain)
Janeth se juntou a 11 nomes no Hall da Fama (Foto: Divulgação/Janeth Arcain)

Uma das jogadoras mais importantes do basquete brasileiro e mundial, a ex-ala Janeth Arcain, de 50 anos, foi nomeada para o Hall da Fama da Fiba nesta sexta-feira, na China. Segunda jogadora com mais partidas e terceira maior cestinha da Seleção Brasileira, com 138 partidas e 2.247 pontos, a ex-camisa 9 agradeceu pelo reconhecimento da federação internacional.

“Este é um momento único e grandioso para mim. Vim de uma família pobre, do subúrbio de São Paulo, sem muita perspectiva, e foi o basquete que transformou minha vida. Trabalhei duro, muito duro. Abri mão de muita coisa nesta vida, mas meu sonho me alimentava, me impulsionava a ser melhor a cada instante. O basquete me deu o mais importante de tudo, os meus bons valores, como disciplina, responsabilidade, dedicação, respeito, superação, trabalho em equipe e fair play”, publicou nas redes sociais.

Janeth é uma das principais jogadoras da história do basquete brasileiro (Foto: Divulgação/CBB)
Janeth é uma das principais jogadoras da história do basquete brasileiro (Foto: Divulgação/CBB)

Desde 2002, a quatro vezes campeã da WNBA, medalhista olímpica e campeã mundial com o Brasil se dedica ao Instituto Janeth. Nele, crianças de sete a 15 anos recebem tratamentos específicos visando à prática esportiva, algo que Janeth não teve. A ex-atleta também lembrou o trabalho beneficente nos agradecimentos.

“Eu agradeço a minha mãe, Rita, por ter acreditado em meus sonhos e me apoiado a cada decisão. Agradeço aos amigos, técnicos, professores, companheiras de equipe e fãs por me apoiarem em todos os momentos da minha carreira. Agradeço também a todas as milhares de crianças e jovens que por meio do meu instituto acreditam no poder transformador do esporte”. A entidade tem núcleos espalhados por cidades como Santo André (matriz), Bragança Paulista e Cubatão, em São Paulo, assim como em João Pessoa, na Paraíba.

Janeth, que atuou profissionalmente de 1987 a 2007, fechou os agradecimentos relembrando dos outros atletas do Hall da Fama. Ubiratan Maciel, Hortência Marcari, Oscar Schmidt, Amaury Pasos e “Magic” Paula Gonçalves são os outros nomes do Brasil no panteão do basquete internacional. A tetracampeã da WNBA também está no Hall da Fama dos Estados Unidos.

“Por fim, porém não menos importante agradeço a Fiba pelo reconhecimento e por me fazer estar com os melhores atletas do mundo no Hall da Fama”, finalizou.

Janeth foi quatro vezes campeã da WNBA (Foto: Divulgação/WNBA)
Janeth foi quatro vezes campeã da WNBA (Foto: Divulgação/WNBA)

Ficha técnica: Janeth dos Santos Arcain

Posição: ala
Altura: 1,80m
Data de nascimento: 11 de abril de 1969
Local de nascimento: Carapicuíba, São Paulo, Brasil
Clubes: Higienópolis (SP), BCN (SP), Cica/Divino/Jundiaí (SP), Constecca/Sedox (SP), Leite Moça/Sorocaba, Arcor/Santo André (SP), Vasco da Gama (RJ), São Paulo/Guaru (SP), Houston Comets (EUA), Unimed/Ourinhos (SP) e Ros Casares Valencia (Espanha)
Títulos:
Mundial de Seleções: 1994
Prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996
Bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000
Ouro no Pan-Americano de Havana 1991
Prata no Pan-Americano de Indianápolis 1987 e do Rio de Janeiro 2007
WNBA: 1997, 1998, 1999 e 2000
Campeonato Sul-Americano de Clubes: 1986, 1987, 1988 e 1999
Campeonato Sul-Americano de Seleções: 1989, 1991, 1993, 1995 e 1999
Taça Brasil: 1986, 1987, 1988, 1990 e 1991
Campeonato Nacional: 1999, 2001, 2002, 2004 e 2005
Campeonato Paulista: 1986, 1991, 2002 e 2004
Campeonato Carioca: 2000

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *