Leandrinho: ‘Penso agora em ser campeão do NBB’

Leandrinho é o único remanescente da última temporada do Minas (Foto: Divulgação/Unifacisa)
Leandrinho é o único remanescente da última temporada do Minas (Foto: Divulgação/Unifacisa)

Depois de dois anos seguidos atuando no basquete brasileiro, o experiente ala-armador Leandrinho, de 36 anos, finalmente atuará uma temporada completa por uma equipe. O camisa 19 do Minas (trajou a 91 em 2018/2019) falou com exclusividade ao Basquete Todo Dia e deixou claro que almeja a conquista do NBB, que tem início no sábado.

Leandrinho disputou quatro edições do NBB (2011/2012, 2013/2014, 2017/2018 e 2018/2019), por Pinheiros, Flamengo, Franca e Minas, em situações distintas. Para o “ano completo” no Brasil, o ala-armador do Minas e da Seleção Brasileira rechaçou premiações individuais e tem olhos para o coletivo.

“Penso agora em ser campeão do NBB. Para mim, ser MVP não importa. Se alguém do time for MVP, todos nós somos MVPs, isso é o mais importante. E, com certeza, uma classificação para Liga das Américas (atual Champions League), qualquer coisa, penso junto do grupo. É isso que quero, o que mais quero é isso, o coletivo forte, que é muito bom para o Minas”.

Leandrinho teve média de 17 pontos por jogo nos quatro amistosos de pré-temporada (Foto: Arthur Marega/São José)
Leandrinho teve média de 17 pontos por jogo nos quatro amistosos de pré-temporada (Foto: Arthur Marega/São José)

O Minas estreia no NBB e oficialmente na temporada 2019/2020 no sábado, às 12h50, diante do Flamengo. A partida será disputada na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, e marca a abertura do torneio nacional. Leandrinho ressaltou a dificuldade do confronto e está animado para entrar em quadra.

“Todos os jogos do NBB vão ser fortes. E o Flamengo é o atual campeão, time diferenciado. A gente com um time novo, tenho certeza que vai ser uma partida muito boa, muito gostosa de se jogar, para nós jogadores e para o público também. É abertura do NBB, e que vença o melhor”.

O Minas terá uma equipe de renome para esta temporada. O quinteto inicial do técnico Leo Costa tem Davi Rossetto, Leandrinho, Alex Garcia, Tyrone Curnell e Devon Scott. Farad Cobb, Alexei Patrício, Gui Deodato e Shilton completam o elenco. Leandrinho elogiou o grupo, que ainda pode contar com o reforço do pivô Anderson Varejão.

“Está um grupo super gostoso, é uma sensação mais ou menos parecida com a da Seleção Brasileira (no Mundial da China). Todo mundo está com vontade de título, com sede de trabalhar. Tanto da comissão técnica, vindo do Leonardo (Costa), um cara que conheço há muitos anos, já jogamos juntos, conheço muito bem o trabalho dele e o que pode proporcionar para a equipe, para o time. Todos estamos felizes em estarmos juntos, e tenho que certeza que vamos fazer uma temporada muito boa. A nossa visão é título de NBB, vamos trabalhar para isso, e se Deus quiser vai dar tudo certo”.

Seleção: Mundial e Pré-Olímpico

Leandrinho esteve no grupo da Seleção Brasileira que disputou a Copa do Mundo, em setembro, na China. O Brasil venceu Nova Zelândia, Grécia e Montenegro na primeira fase de grupos, mas foi derrotado por República Tcheca e Estados Unidos na segunda e não se classificou para as quartas de final. O ala-armador comentou a campanha, que resultou na 13ª posição no Mundial.

“A mensagem que a gente deixou nesse campeonato foi totalmente diferenciada de muitos campeonatos que fiz com a Seleção Brasileira. O Brasil estava junto da gente, principalmente depois da primeira fase. Lógico que saímos de lá com um gostinho de que dava para ir mais longe, mas infelizmente acontecem imprevistos, assim como aconteceu na nossa equipe e em outras, como Estados Unidos, Sérvia, que eram para estar entre os quatro, cinco. Mas foi tudo muito bom, o grupo estava super junto, com uma química muito bacana. Foi um dos melhores grupos que já tive na seleção, durante esses 20 anos que sirvo. Foi muito gostoso tudo que aconteceu ali, a vinda do Petrovic junto com a comissão, foi tudo maravilhoso”.

O resultado garantiu o Brasil no torneio Pré-Olímpico, que será disputado em junho de 2020 e dará quatro vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio, com início em 24 de julho do próximo ano. Os países serão divididos em quatro grupos, com seis equipes cada, no qual apenas o primeiro colocado da chave avança à Olimpíada. Leandrinho prevê dificuldade no campeonato, mas acredita na Seleção Brasileira.

“Esse Pré-Olímpico vai ser melhor que as Olimpíadas, para ser sincero. As equipes e os países que estão selecionados para poder pegar essas vagas aí. São equipes de porte muito muito alto. Nada é impossível, sempre falo isso, sempre coloco isso quando dou entrevista. Tudo é possível, mas tem que jogar, o jogo é jogado, e vamos ver o que vai acontecer. Difícil? Vai ser, mas não é impossível. Tem que trabalhar e jogar”.

Além de Brasil, Alemanha, Angola, Canadá, China, Coreia do Sul, Croácia, Eslovênia, Grécia, Itália, Lituânia, México, Nova Zelândia, Polônia, Porto Rico, República Dominicana, República Tcheca, Rússia, Senegal, Sérvia, Tunísia, Turquia, Uruguai e Venezuela disputarão o Pré-Olímpico. Argentina, Austrália, Espanha, França, Irã, Japão, Nigéria e Estados Unidos já estão garantidos na Tóquio-2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *