Por problemas físicos, Cobb pode deixar o Minas

Camisa 21 minas-tenista perdeu espaço com o técnico Leo Costa (Orlando Bento/Minas)
Camisa 21 minas-tenista perdeu espaço com o técnico Leo Costa (Orlando Bento/Minas)

O armador estadunidense Farad Cobb pode ter a passagem pelo Minas interrompida por conta de sua situação física. Mesmo à disposição, o jogador não foi utilizado nos dois últimos duelos da equipe (derrota para Paulistano e vitória sobre o São Paulo, ambos pelo NBB).

Segundo o diretor de basquete do Minas, Alexandre Cunha, Cobb está sob avaliação e pode deixar o clube por estar abaixo do peso ideal. O armador, de 26 anos, é reserva de Davi Rossetto e chegou a perder minutos para Márcio Pitico, contratado temporariamente.

“O Cobb chegou aqui, para nossa surpresa, 15 quilos mais magro do que esperávamos. No Basquete Cearense (temporada 2018/2019) ele pesava 83 kg, e voltou ao Brasil com 68. Ficamos apreensivos, conversamos com ele, pediu três semana para recuperar a forma, demos seis, e ele ganhou apenas 2 kg. Então, a situação não está das melhores. Aí teríamos que conversar para ver o que será feito”, disse, ao Basquete Todo Dia.

Em quatro jogos nesta temporada, Cobb tem médias de 19.5 minutos, 2.8 pontos, 2.5 rebotes e 1.5 assistência. A situação envolvendo o armador pode mudar os rumos de Pitico, contratado somente para quatro jogos (Rio Claro, Pato, São Paulo e Paulistano), mas que pode ganhar uma vaga na equipe com a saída do estadunidense.

Outra possibilidade que ganha força é o Minas contratar algum armador estrangeiro para substituir Cobb e ajudar Davi no setor. Um ala-pivô também não é descartado. Enquanto isso, o sonho de contratar o pivô Anderson Varejão segue, mas ainda sem sucesso.

“Ainda temos o sonho, mas a gente depende de algum parceiro. E todas as empresas que a gente apresentou não bateram martelo. E o Minas, se não tiver tudo certinho, não fazemos negócio. Estamos aguardando, trabalhando nisso”, finalizou.

O Minas volta às quadras em 19 de novembro, às 20h, quando recebe o Bauru, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, pelo NBB. Antes, porém, a equipe pode disputar o Campeonato Mineiro, ainda a ser confirmado pela Federação Mineira de Basketball (FMB). O clube, entretanto, não descarta a possibilidade de utilizar equipes de base no torneio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *