Novo reforço do Minas foi contratado depois de indicação de Leandrinho

Guaymas foi o último clube profissional defendido por Jackson (Foto: Divulgação/Ostioneros de Guaymas)
Guaymas foi o último clube profissional defendido por Jackson (Foto: Divulgação/Ostioneros de Guaymas)

O Minas anunciou, nessa sexta-feira, a contratação do ala-armador estadunidense Brent Jackson Jr., de 25 anos. O jogador chega ao clube depois de passagem pelo Ostioneros de Guaymas, do México, onde atuou de maio a junho deste ano. Natural da cidade de Fountain, no Colorado, o atleta foi contratado depois da indicação do ala-armador minas-tenista Leandrinho, cestinha da equipe na temporada com média de 21,8 pontos em seis jogos.

Depois que deixou o Guaymas, Jackson disputou um torneio de intertemporada não profissional nos Estados Unidos, em julho (a equipe, o Tampa 20/20, também tinha o pivô Andre Drummond, do Detroit Pistons, no elenco). O novo reforço minas-tenista chamou a atenção e foi observado pelo Minas, que concretizou a contratação depois de ouvir uma opinião de Leandrinho. Quem garante é o diretor de basquete do clube, Alexandre Cunha.

“Quem indicou ele para a gente foi o Leandrinho. O Leandrinho treinou com ele, ou treina, lá nos Estados Unidos. Ele sabia. Depois que tomamos a decisão (de ir ao mercado), comunicamos os atletas. Tinham mais outros dois na nossa lista, aí o Leandrinho falou que o Jackson encaixaria no que a gente estava procurando. Aí começamos a ver vídeos, jogos, e a comissão técnica gostou muito”, disse o diretor, ao Basquete Todo Dia.

Depois de passar pelo basquete universitário, Jackson estreou como profissional em janeiro de 2018, pelo Libertadores, do México. Em abril, foi adquirido pelo Guaymas. Após isso, ele atuou brevemente no Punto Rojo, do Equador, e retornou ao país mexicano em novembro daquele ano, no retorno para o Libertadores.

Em fevereiro de 2019, Jackson atuou pelo Al Hilal, da Arábia Saudita. Retornou ao Guaymas em maio deste ano, sendo a última equipe profissional que defendeu. Jackson chega e ocupa a quarta e última vaga de estrangeiro do elenco minas-tenista, mas logo a equipe deve voltar a contar com três jogadores nascidos em outros países (atualmente tem o armador Farad Cobb, o ala-pivô Tyrone Curnell e o pivô Devon Scott).

Cobb convive com problemas físicos no Minas e pode deixar o clube por esse motivo. Jackson chega para suprir essa lacuna que pode ser deixada pelo compatriota. Alexandre explicou a situação.

“O elenco viu que está tendo a necessidade de um cara que faça o que o Cobb não está fazendo. Estamos resolvendo junto com o agente dele a melhor forma para não prejudicá-lo. Pois mantê-lo aqui sem ele entrar em quadra, como foi nos últimos jogos, é ruim para o atleta”, disse.

Com a possível saída de Cobb, o Minas pode voltar as atenções para buscar um ala-pivô estrangeiro. O pivô Anderson Varejão segue no radar. A expectativa do Minas é que Jackson esteja regularizado para o próximo jogo pelo NBB, em 19 de novembro, às 20h, quando recebe o Bauru, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte.

Antes, porém, a equipe pode disputar o Campeonato Mineiro, ainda a ser confirmado pela Federação Mineira de Basketball (FMB). O clube, entretanto, não descarta a possibilidade de utilizar equipes de base no torneio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *