Ex-colegas de time, Raulzinho revela conversa com Gobert: ‘Se desculpou publicamente de não ter levado a sério’

Gobert participou de eventos com Raulzinho no Brasil em 2017 (Foto: Divulgação/MPC Rio)
Gobert participou de eventos com Raulzinho no Brasil em 2017 (Foto: Divulgação/MPC Rio)

Armador do Philadelphia 76ers e formado no Minas, Raulzinho revelou uma conversa que teve com o pivô francês Rudy Gobert, do Utah Jazz. Eles foram companheiros do time da cidade de Salt Lake City de 2015 a 2019 e desenvolveram boa relação, tornando-se amigos. Gobert foi o primeiro atleta da NBA a ser diagnosticado com coronavírus, doença que já matou 7.954 pessoas e infectou outras 197.425 no mundo. O brasileiro destacou a seriedade do caso e lembrou que o ex-colega já se desculpou de atitudes irresponsáveis antes de fazer o exame.

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR O DAZN E ASSISTIR AOS JOGOS DO NBB, DA EUROLIGA E DA CHAMPIONS LEAGUE AMÉRICAS

“Cheguei a conversar com o Rudy Gobert para saber como que ele estava. Conversei com alguns outros jogadores do time quando ainda estavam no vestiário esperando para fazer o teste, e é uma situação muito chata, delicada. Acho que é bom também para o resto do mundo saber que é real, preocupante. Temos que levar a sério, Rudy foi um exemplo e se desculpou publicamente de não ter levado a sério no começo, de ter feito algumas brincadeiras, que não só ele como outros jogadores fizeram, mas ele acabou contaminado e o mundo caiu em cima dele. Ele está bem, já está em casa, tomando as precauções que os médicos pediram para ele tomar”, disse.

A NBA suspendeu partidas e eventos relacionados desde o caso de Gobert, na última quarta-feira. Os atletas estão se readaptando a uma rotina diferente de permanecer em casa. Raulzinho comentou como tem sido esse momento.

“No começo foi difícil acostumar a ficar em casa o dia inteiro, criar uma rotina dentro de casa. A gente está acostumado a de manha ir pro treino, jogos viagens, ficar em casa é diferente. Mas quando fiquei consciente que vai ser isso, criei uma rotina de ter horário para acordar, fazer exercícios, ler, aproveitar o tempo para falar com a família, já que às vezes não tem tempo. Mas preocupado pela situação no mundo interior”.

Raulzinho, de 27 anos, faz boa temporada no primeiro ano com a camisa do Philadelphia. Ele atuou em 49 das 65 partidas do time na liga, com médias de 4,3 pontos, 1,6 assistência e 1,1 rebote.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *