NBA e Fiba reprisam partidas históricas; aproveite a chance de rever craques e grandes momentos do basquete

Pela minha idade, não vi o auge do pivô Shaquille O'Neal. Com as reprises, consegui acompanhar uma de suas maiores atuações na carreira (Foto: Divulgação/NBA)
Pela minha idade, não vi o auge do pivô Shaquille O’Neal. Com as reprises, consegui acompanhar uma de suas maiores atuações na carreira (Foto: Divulgação/NBA)

Se você é basqueteiro e, assim como eu, sente falta do esporte, uma dica é ficar atento às redes sociais da NBA e da Federação Internacional de Basquete (Fiba) durante esse período de pandemia. Com as competições suspensas, muitas pessoas estão em fase de “abstinência”. Porém, esses canais podem te proporcionar ótimas experiências.

Diariamente, pelo menos essas duas instituições, disponibilizam reprises de partidas históricas, seja relativamente atual ou mais antiga. Além de relembrar nomes históricos e assistir a jogos que, muitas vezes, não passavam na íntegra e muito menos ao vivo, é possível reavaliar certos jogadores que muitas vezes passam batidos pelo “mainstream”.

A título de exemplo, percebi o quão bom era o ala Bruce Bowen, jogador intenso na defesa e também com capacidade de converter cestas decisivas. Também revi o histórico Brasil x Grécia, pelo Mundial da China de 2019, e até hoje tenho sérias dúvidas se o lance decisivo de Bruno Caboclo foi legal (isso, de forma alguma, tira o tamanho daquela vitória, que ainda precisa ser mais falada e valorizada).

Fiba também disponibilizou a íntegra da decisão do Mundial Feminino de 1994, vencido pelo Brasil (Foto: Divulgação/Fiba)
Fiba também disponibilizou a íntegra da decisão do Mundial Feminino de 1994, vencido pelo Brasil (Foto: Divulgação/Fiba)

Há também a opção da NBA TV, que passa reprises e compactos de temporadas passadas 24 horas por dia. Quando não estou trabalhando nas minhas outras duas ocupações, tenho passado boa parte da minha quarentena assistindo a esse canal, que está disponível na programação do NBA League Pass gratuitamente até 20 de abril.

Lives de entidades de basquete e também de jornalistas têm sido realizadas com frequência, o que também ajuda a se informar mais sobre o jogo e em relação àqueles detalhes e histórias. Muitas vezes, por causa da rotina, elas acabam passando sem o nível de inserção necessário.

Os documentários também são ótimas pedidas, assim como podcasts, filmes, séries e livros. A título de exemplo, estou lendo Era de Gigantes, de Vitor Luís Camargo, fora a leitura quase diária do blog Bala na Cesta, a audiência ao podcast Café Belgrado e Pingado e assistindo a lives do jornalista Lucas Rocha.

2 thoughts to “NBA e Fiba reprisam partidas históricas; aproveite a chance de rever craques e grandes momentos do basquete”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *