LBF é cancelada, e 2020 se torna ano ‘perdido’ para o basquete feminino brasileiro

LBF é um dos pilares do basquete feminino brasileiro (Foto: Jorge Bevilacqua/LBF)
LBF é um dos pilares do basquete feminino brasileiro (Foto: Jorge Bevilacqua/LBF)

A Liga de Basquete Feminino (LBF) decidiu nessa terça-feira por cancelar a edição deste ano devido à pandemia do novo coronavírus. O campeonato estava suspenso desde 15 de março, com somente uma semana de disputa e três jogos realizados. O fato é o ponto decisivo para 2020 ser considerado um ano perdido para o basquete feminino brasileiro.

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR O DAZN

A organização da LBF fez constantes reuniões com clubes e atletas durante o período de suspensão, chegou a estabelecer um protocolo de retomada, mas o avanço da COVID-19 no país inviabilizou a conclusão do torneio. Agora, os oito clubes (Blumenau-SC, Ituano-SP, Liga Super Basketball-RJ, Sorocaba-SP, Sampaio Corrêa-MA, Santo André-SP, Araraquara-SP e Vera Cruz Campinas-SP) buscam formas de se manter para concluir a temporada 2020, com os pouco significantes campeonatos estaduais, e planejar o ano de 2021.

“Acreditamos que foi a melhor forma possível. Com essa medida, nós conseguimos preservar a todos, e torcemos para que possamos fazer, em 2021, uma temporada muito mais forte, com essa pandemia controlada. Agradecemos a todos os patrocinadores, equipes, comissões, todos que se empenharam ao máximo nesta questão”, disse Valter Ferreira, presidente em exercício da LBF.

Além do coronavírus, fator além do alcance das entidades que geram o basquete feminino brasileiro, outra questão contribui para 2020 ser um ano descartável. Em fevereiro deste ano, a Seleção Brasileira foi eliminada do Pré-Olímpico e não conseguiu garantir vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, adiados para 2021 devido à pandemia.

Resta um

As duas competições de elite do basquete brasileiro (NBB e LBF) foram canceladas devido à pandemia. Já o Campeonato Brasileiro da Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB), divisão de acesso do NBB, segue indefinido. Está agendada para o dia 13 de julho uma reunião com os clubes envolvidos para debater os cenários possíveis. O Brasileirão da CBB, que conta com 14 equipes, estava com início marcado para 15 de março, mas foi suspenso devido à pandemia. A data estimada pela entidade para o fim do campeonato era 11 de julho, com a decisão do Final Four.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *