Mutirão dobra número de seguidores da LBF no Twitter em horas

No início da tarde, perfil da LBF no Twitter tinha cinco mil seguidores (Foto: LBF)
No início da tarde, perfil da LBF no Twitter tinha cinco mil seguidores (Foto: LBF)

Um movimento orgânico que começou no Twitter na tarde dessa sexta-feira encheu o horizonte do basquete feminino de esperança em um ano ruim para o esporte. Usuários da  rede social começaram a debater sobre o baixo número de seguidores do perfil da Liga de Basquete Feminino (LBF) em comparação a outras ligas e entidades, como Novo Basquete Brasil (NBB) e Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB). Diante disso, começou uma corrente em forma de apoio para aumentar o número de seguidores e fãs da principal e única competição brasileira de basquete feminino, chegando a dobrar o número de followers do perfil.

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR O DAZN

No início da tarde, o perfil da LBF no Twitter tinha cerca de cinco mil seguidores. Com o passar do tempo, com a discussão cada vez mais aprofundada e uma corrente maior, mais usuários começaram a entrar no “mutirão”. Perfis do NBB, da CBB e do Time Brasil, equipe olímpica brasileira, aderiram ao movimento e impulsionaram o apoio.

https://twitter.com/NBB/status/1279212511145930752

O perfil da LBF chegou aos 10 mil seguidores na madrugada deste sábado. Alguns dos usuários que integraram a corrente também pediram para que o apoio também acontecesse em outras redes sociais, como Instagram e Facebook, onde o cenário é semelhante ao do Twitter.

A ação foi celebrada. “O apoio e o carinho de vocês são fundamentais para a nossa modalidade seguir crescendo! Nosso muito obrigado a cada um que curte o nosso basquete feminino! E quem tá chegando agora, seja muito bem-vind@!”, escreveu a LBF.

A edição de 2020 da LBF teve somente uma semana de disputa e foi cancelada devido à pandemia do novo coronavírus. Ela contou com oito clubes (Blumenau-SC, Ituano-SP, Liga Super Basketball-RJ, Sorocaba-SP, Sampaio Corrêa-MA, Santo André-SP, Araraquara-SP e Vera Cruz Campinas-SP).

https://twitter.com/matheusmuratori/status/1279384912588570624

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *