Após perdas, Minas avança no mercado e mira JP Batista, Nesbitt e Parodi

Três jogadores interessam ao Minas para a temporada 2020/2021 (Foto: Divulgação/Le Mans; Beto Miller/Corinthians; Marcos Limonti/Franca)
Três jogadores interessam ao Minas para a temporada 2020/2021 (Foto: Divulgação/Le Mans; Beto Miller/Corinthians; Marcos Limonti/Franca)

Após perder para o Bauru o ala Alex, anunciado como reforço nessa segunda-feira (27), o Minas tenta dar uma resposta ao torcedor sobre reforços e manutenções para a temporada 2020/2021. O clube, que já renovou com o técnico Leo Costa e com o ala-pivô Felipe Queirós, demonstrou interesse em três nomes do mercado brasileiro: o armador uruguaio Luciano Parodi, ex-Franca, o ala-pivô bahamense David Nesbitt, ex-Corinthians, e o pivô JP Batista, ex-Le Mans-FRA.

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR O DAZN

As informações foram antecipadas pelo Blog do Souza e confirmada pelo Basquete Todo Dia, em contato com Alexandre Cunha, diretor de basquete do Minas. O primeiro contato foi com o experiente JP Batista, de 38 anos. O jogador é um desejo antigo do clube minas-tenista e manifestou interesse de atuar pela equipe. Na temporada 2019/2020 do Campeonato Francês, o pivô atuou em 21 das 25 partidas do time.

Depois, o clube iniciou os contatos com Parodi e Nesbitt. O uruguaio, de  26 anos, atuou em 44 partidas pelo Franca e conquistou o Campeonato Paulista e a Copa Super 8 na última temporada.  Já o bahamense, de 29, esteve em quadra em 51 jogos na temporada 2019/2020 como corintiano.

Alexandre Cunha também explicou que desejou renovar com quase todos os atletas da temporada 2019/2020, menos o ala-armador Brent Jackson Jr. e o ala-pivô Leron Black, ambos estadunidenses. Além de Alex, o pivô Devon Scott já deixou o clube para terminar a temporada no Hapoel Eilat-ISR.

Os outros atletas seguem como incógnita. O armador Davi Rossetto teve conversas com o clube por uma renovação, mas a situação pode mudar dependendo do acerto com Parodi. Assim como Alex, outra estrela da temporada 2019/2020 é disputado e analisa outras opções: o ala-armador Leandrinho, que desperta o interesse do Basquete Cearense.

O Minas ainda está no início do processo de formação da equipe para a temporada 2019/2020. Até o momento, o técnico Leo Costa e o ala-pivô Felipe Queirós são os únicos que já tiveram os contratos renovados pelo clube. O ala-armador Gui Carvalho, o ala Samuel Ribeiro e o pivô Tiago Dias, jovens da categoria de base, seguirão no elenco.

O Minas terminou a temporada 2019/2020 como semifinalista da Copa Super 8 e em quarto do NBB, que foi encerrado sem campeão e precocemente devido à pandemia do novo coronavírus. Apesar disso, o Minas se garantiu na próxima Liga Sul-Americana devido à colocação na liga nacional. Outros torneios que o Minas pode disputar na temporada 2020/2021 são Campeonato Mineiro, se for confirmada a edição de 2020, e Super 8, caso a equipe termine o primeiro turno do NBB entre os oito melhores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *