Minas perde para o Biguá e enfrentará o Flamengo nas quartas da Champions

Biguá começou mal o jogo, mas melhorou da metade em diante e venceu (Foto: Divulgação/FIBA)
Biguá começou mal o jogo, mas melhorou da metade em diante e venceu (Foto: Divulgação/FIBA)
O Minas foi derrotado por 73 a 62 pelo Biguá, do Uruguai, na noite desta terça-feira, em Buenos Aires, na Argentina, pela terceira e última janela do Grupo C da Champions League Américas. Com o resultado, os minas-tenistas vão enfrentar o Flamengo nas quartas de final do campeonato, enquanto o Biguá vai duelar com o Boca Juniors, da Argentina.
O cruzamento foi possível pois, com o resultado, as posições do Grupo C foram definidas, mesmo com uma partida a se jogar. O Biguá é o líder da chave, com quatro vitórias e uma derrota, enquanto o Minas é o segundo, com três triunfos em três jogos. O Obras Sanitarias, da Argentina, é o terceiro e último colocado, com uma vitória em cinco partidas, e não tem chances de classificação.
O Grupo C cruza com o D nas quartas da Champions. O Flamengo avançou em primeiro do D, com cinco vitórias em seis jogos, e o Boca em segundo, com quatro triunfos. As quartas de final acontecem em 6 de abril, com decisões em jogos únicos, em sede neutra a ser definida.
O Biguá volta à quadra nesta quarta-feira, às 20h, contra o Obras, pelo encerramento do Grupo C. Já o Minas terá uma pausa por conta do fim de semana das estrelas do NBB e entra em ação novamente só em 25 de março, às 19h30, diante da Unifacisa, em Campina Grande, na Paraíba, pelo Novo Basquete Brasil.

O jogo

O Minas começou bem o jogo e conseguiu ter a liderança desde o início. Com o decorrer do período, o Biguá se equilibrou e igualou o jogo, mas perdeu o primeiro quarto por 18 a 15.
O time brasileiro teve ótimo momento na partida no início do segundo quarto, ao abrir 13 pontos de frente, com 29 a 16 no marcador. Contudo, o Biguá se reequilibrou novamente, chegou a virar, mas o Minas foi ao intervalo vencendo por 36 a 35, após cesta de três pontos do ala Gui Deodato.
O jogo voltou equilibrado do intervalo, com os times trocando cestas e a liderança se alternando. Porém, a partir da metade do terceiro período, o Biguá conseguiu envolver o Minas e foi ao último período vencendo por 55 a 48.
No quarto final, o Biguá conseguiu se impor ainda mais na partida. O time uruguaio foi incisivo no ataque e forte na defesa, colocando 13 pontos de vantagem e fechando a vitória por 73 a 62.

Minas 62 x 73 Biguá

Minas
Facundo Corvalán, Shaquille Johnson Sr., Gui Deodato, Renan Lenz e Maique; Gui Santos, Felipe Queirós e Tiago Dias. Técnico: Leo Costa. Desfalques: Alexey Borges (recupera-se de dor no púbis), Tavario Miller (barrado na imigração para a Argentina por problemas de documentação) e Darington Hobson (dor lombar)
Biguá
Santiago Pepo Vidal, Donald Sims, Ivan Loriente, Victor Rudd e Luis Santos; Martín Rojas, Alex López e Nicolas Andreoli. Técnico: Diego Cal.

Destaques do jogo

Minas
Shaquille Johnson Sr.: 17 pontos e 2 rebotes
Gui Deodato: 17 pontos e 9 rebotes
Renan Lenz: 9 pontos, 10 rebotes e 1 assistência
Biguá
Donald Sims: 22 pontos, 2 rebotes e 3 assistências
Martín Rojas: 18 pontos, 8 rebotes e 2 assistências
Santiago Pepo Vidal: 7 pontos, 7 rebotes e 9 assistências
Motivo: terceira semana do Grupo C da Champions League Americas
Local: Estadio Obras Sanitarias, em Buenos Aires, Argentina
Data e horário: terça-feira, 15 de março de 2022, às 20h
Arbitragem: Roberto Vázquez (Porto Rico), Carlos Andres Velez Londono (Colômbia) e Nicolas Daniel Flores Avalos (Paraguai)
Transmissão: ESPN 4