NBB: meus votos para os melhores da temporada 2021/2022

Bruno Caboclo e Lucas Mariano, para mim, foram os melhores pivôs da fase regular do NBB (Foto: Marcos Limonti/Franca)
Bruno Caboclo e Lucas Mariano, para mim, foram os melhores pivôs da fase regular do NBB (Foto: Marcos Limonti/Franca)

Recebi na noite dessa quarta-feira o convite da Liga Nacional de Basquete (LNB) para votar nos melhores da temporada do NBB. A disputa em 2021/2022 foi especial por conta da volta integral dos torcedores aos ginásios após restrições por conta da pandemia de COVID-19 e contou com jogadas e histórias especiais.

Aqui, revelo como votei em cada categoria. Destaco que as escolhas que me deram mais dor de cabeça foram: melhores alas, jogador de maior evolução, sexto homem e técnico. Como diz a própria LNB no formulário, os prêmios dizem respeito à fase regular.

Minha lista dos melhores do NBB 21/22:

Quinteto ideal

Georginho de Paula, armador (Franca)
Shaquille Johnson Sr., ala (Minas)
Marquinhos, ala (São Paulo)
Bruno Caboclo, pivô (São Paulo)
Lucas Mariano, pivô (Franca)

Sexto homem

Márcio Santos, pivô (Franca)

Destaque jovem

Gui Santos, armador (Minas)

Jogador de maior evolução

Anderson Rodrigues, pivô (Rio Claro)

Melhor estrangeiro

Shaquille Johnson Sr., ala (Minas)

Melhor defensor

Bruno Caboclo, pivô (São Paulo)

Melhor jogador

Bruno Caboclo, pivô (São Paulo)

Melhor técnico

Leo Costa (Minas)

Os vencedores serão divulgados após as finais, provavelmente em junho, com a conclusão da temporada e a apuração dos votos dados por imprensa, jogadores, técnicos e árbitros. Agradeço à LNB pelo convite para participar mais uma vez desta importante premiação.